0
View Post
Black Friday Brasil

Black Friday Brasil

Black Friday Brasil

Black Friday Brasil Oficialmente, a Black Friday não é um evento brasileiro, e sim americano. Mas ainda bem que o comércio resolveu aproveitar a data aqui no país também. Afinal, quem é que não gosta de uma promoção?

Porém, a Black Friday Brasil é um pouco diferente, já que tem maior aderência do comércio eletrônico, ao contrário dos Estados Unidos, que costumam ter ofertas Black Friday principalmente nas lojas físicas, deixando a maioria das promoções das lojas virtuais para a segunda-feira após a Black Friday, conhecida como Cyber Monday.

Bom, já deu para perceber que é muito melhor aproveitar Black Friday 2015 online aqui no Brasil. Mas não é só a quantidade de ofertas que faz as compras pela internet serem mais interessantes nesse dia. Aqui no Zoom, por exemplo, você já deve saber que pode comparar os preços, o que ajuda muito a economizar na Black Friday.

Black Friday Brasil

A gente fez uma pesquisa com mais ou menos 10 mil pessoas, e quase 90% disseram que comparam os preços antes de clicar em uma das lojas Black Friday. Além disso, mais de 90% afirmaram que pesquisam sobre o produto antes de finalizar a compra.

E como aqui no Zoom nós temos bastante conteúdo sobre tecnologias e produtos, vai ser fácil acertar nas compras.

Aí podem bater algumas outras dúvidas: será que as lojas Black Friday têm descontos reais? E como eu vou saber se o preço está baixo mesmo?

E quanto às ofertas reais na Black Friday, quem garante são os consumidores ouvidos pela nossa pesquisa. Mais de 70% disseram que encontraram bons descontos em produtos que queriam na Black Friday do ano passado.

Ou seja, agora é preparar a listinha e ficar de olho no Zoom na Black Friday 2015 para não perder a promoção dos produtos que você quer. E o melhor de tudo é que aqui você compra tudo no conforto da sua casa, sem aquele corre-corre que a gente vê na Black Friday americana.

Black Friday Brasil

black-friday-brasil

Black Friday Brasil

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos Falta pouco para o Black Friday Brasil 2018. 
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

A maioria dos consumidores brasileiros já está acostumada com o evento, que chega à sua sexta edição, porém algumas pessoas estão se preparando para comprar no Black Friday pela primeira vez e dúvidas surgem na hora. Uma delas é sobre a variedade de produtos que estará disponível.

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

O Black Friday é conhecido por ser um evento que reúne os mais variados tipos de loja e, consequentemente, de produtos também. Olhando apenas algumas das lojas participantes desse ano podemos encontrar lojas de perfumaria, beleza e saúde como a Netfarma e aSepha.
As duas lojas são garantias de que você poderá comprar produtos como kits de maquiagem, perfumes, cremes hidratantes e diversos outros materiais de beleza.
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

As roupas também estão bem representadas com lojas como Hering, Colombo, Marisa ePassarela. Você terá uma grande variedade de roupas masculinas e femininas para poder dar aquela renovada no guarda-roupa ou presentar algum ente querido. Sapatos também serão destaque no evento, o que vai agradar e muito as mulheres que querem economizar.

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Gosta de ler? Então pode apostar que a Saraiva e o Submarino vão suprir todas as suas necessidades literárias com livros clássicos e fenômenos da cultura pop. Sem falar outros tipos de produtos como e-readers, TVs e muito mais.
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos
Os maiores destaques ficam por conta dos notebooks, tablets, computadores e smartphones e lojas como Shoptime, Submarino e Americanas são boas opções para quem está em busca dos aparelhos eletrônicos mais modernos do mercado, sejam eles da área de telefonia ou informática.
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos
Mas tem muito mais: pacotes de viagens, passagens, materiais esportivos, eletrodomésticos, eletroportáteis e diversos outros produtos estarão presentes no Black Friday Brasil 2018. 
Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Pegue seu Cupom de Desconto e saia na frente da concorrência.

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Aproveite e torne-se nosso parceiro.

Aquecimento Black Friday Brasil 1001 Cupom de Descontos

Black Friday Brasil

0
View Post
Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso. O e-commerce vem crescendo no país. Leia informações necessárias para começar a vender seus produtos pela internet ou melhorar a gestão de seu negócio virtual.

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Nesse artigo, focaremos no lado de negócios da criação de uma loja virtual: quais são os pontos de atenção para que sua empresa seja bem sucedida.

Pontos de atenção na abertura da loja virtual

Os principais pontos de atenção são: plataforma, pagamentos e antifraude, segurança, marketing, suporte, backoffice e frete.

Plataforma

A plataforma é uma das primeiras e mais importantes decisões a serem tomadas por uma pessoa que deseja montar sua loja virtual.

A escolha da plataforma é importante pois ela é a base da sua loja: tudo que você construir estará apoiado nela e, por isso, é essencial escolher uma de qualidade e que seja flexível – podendo ser alterada para suas necessidades e preferências.

As lojas virtuais costumam trocar de plataforma a cada três anos; por isso, tenha em mente que você deve escolher uma que supra suas necessidades agora, mas também te atenda no longo prazo. (Um dos erros mais frequentes é utilizar uma plataforma muito pequena/limitada e ser obrigado a utiliza-la por alguns anos, impedindo que seu negócio cresça na máxima velocidade.)

Existe três tipos de plataformas no mercado: gratuitas, de código fonte aberto e pagas. As gratuitas são muito limitadas e não permitem que você customize sua página. As de código fonte aberto são gratuitas, mas demandam que você tenha conhecimentos específicos da plataforma ou contrate especialistas; além do distribuidor não oferecer suporte. As pagas costumam ter suporte de qualidade e te oferecem a possibilidade de customizar a plataforma, mas cobram uma porcentagem da sua receita.

Recomendo começar a busca pelas plataformas de e-commerce que são mantenedoras do Ecommerce Brasil, além da lista atualizada de plataformas mantida pelo projeto.

Pagamentos

Receber pagamentos é, obviamente, fundamental para manter sua loja virtual operando de forma saudável. Por isso, recomendo que você dê bastante atenção à essa escolha. Existem três maneiras de você receber pagamentos online:

  1. Intermediadores de pagamentos – os intermediadores são a solução mais recomendada para quem está começando uma loja virtual. Os intermediadores são mais simples de utilizar que as outras opções (tanto do ponto de vista técnico quanto de negócios) e ajudam o lojista em duas frentes: assumem o risco de fraude e fazem adiantamento de recebíveis. Os intermediadores costumam cobrar uma taxa fixa por transação mais um variável sobre o valor da venda.
  2. Gateways de pagamento – os gateways oferecem soluções mais robustas de pagamentos e garantem conexões mais estáveis com as redes de adquirência (como Cielo e Redecard). Diferentemente dos intermediadores, cobram apenas uma taxa fixa por transação – o que torna a solução mais barata. Entretanto, o lojista precisará contratar outros serviços, como anti-fraude; e lidará diretamente com a adquirente na negociação por adiantamento de recebíveis e taxas.
  3. Integração direta com a adquirente – Essa é a opção para lojistas mais experientes com equipes dedicadas de desenvolvimento e que entendam de segurança. Assim como com o gateway de pagamento, você tem contato direto com o adquirente e pode negociar taxas livremente. Além disso, você tem controle de toda a experiência do usuário – o que pode ser bom ou ruim.

Se você está começando agora e pretende crescer sua loja virtual com tranquilidade, recomendo que comece por um intermediador de pagamento. Se pretende investir um volume significativo em marketing, pode fazer mais sentido pular para um gateway de pagamentos.

Outros autores do E-Commerce Brasil já postaram diversas dicas de como escolher uma ferramenta de pagamentos e quais funcionalidades analisar antes de tomar a decisão.

Para ajudar ainda mais sua escolha, o E-Commerce Brasil mantém uma lista de empresas que fornecem serviços de pagamentos.

Anti-fraude

Receber pagamentos na Internet exige algumas preocupações adicionais (em comparação com o mundo físico). Uma dessas preocupações é a fraude: o ‘cliente’ compra com um cartão de crédito roubado, você envia o produto e dias depois o pagamento via cartão é desfeito. Resultado: você fica sem o produto e sem o dinheiro.

Diferentemente do mundo físico, em que a rede de adquirência se responsabiliza pelo pagamento das fraudes; nas vendas pela Internet (também chamadas de vendas não-presenciais), quem se responsabiliza pelo pagamento da fraude é o lojista.

Por isso, sempre que você for pensar em como receber pagamentos pela Internet precisará pensar, também, em qual empresa/método de detecção de anti-fraude irá usar.

Como falamos no item anterior, se você utilizar um intermediador de pagamentos, não precisa se preocupar com isso – o intermediador toma conta de tudo para você. Entretanto, ao utilizar um gateway ou integração direta, você vai precisar contratar um serviço de anti-fraude.

Alguns fornecedores de anti-fraude podem ser encontrados na página de Fornecedores de segurança do E-Commerce Brasil.

Segurança

Ao montar sua loja virtual, você deve ser preocupar com segurança por dois motivos: 1) seus potenciais clientes se preocupam com isso; 2) você deve proteger os dados de compra dos seus clientes.

Os potenciais clientes da sua loja virtual se preocupam a segurança das informações de compra deles (como endereço completo, número de cartão de crédito, etc). Por causa disso, você deve demonstrar que se preocupa com a segurança do mesmo, pois isso deixará o usuário mais confortável para comprar. Além disso, caso você aceite transações diretamente na sua página, é obrigado a utilizar ferramentas de proteção de dados na sua loja.

Existem dois tipos de segurança fundamentais em todo e-commerce:

  1. SSL (Secure Socket Layer) – se você possui ferramentas de cadastro ou compra na sua loja virtual, é obrigatório o uso de SSL. O SSL funciona como uma proteção para todos os dados que seus usuários inserem em formulários, assim, você impede que um invasor roube informações de cadastro de seus clientes. (Caso você aceite transações na Internet, as redes de adquirência – a Cielo, por exemplo – exigirão que você utilize um SSL.)
  2. Scan de Aplicação e IP – o Scan de Aplicação e IP busca vulnerabilidades no seu site que permitiriam que uma pessoa mal intencionada consiga acessar seu banco de dados e roubar informações. Dessa forma, o Scan encontra essas falhas e as aponta para sua equipe de desenvolvimento corrigir.

Como de costume, o E-Commerce Brasil mantém uma lista de fornecedores de segurança para e-commerce.

Vale lembrar que tão importante quanto proteger as informações do seu cliente é demonstrar para eles sua preocupação. Por causa disso, selos reconhecidos que indiquem a alta segurança de seu site tendem a ter um impacto positivo na sua loja virtual: muitas vezes a presença desses selos aumenta as taxas de conversão e vendas.

Marketing

Não basta escolher a plataforma, contratar um meio de pagamento e antifraude e ter um site seguro se você não tem visitantes! Por isso, você precisa dedicar uma parte do seu tempo e dinheiro para captação de novos clientes para sua loja virtual.

Listamos as principais fontes de tráfego que você pode utilizar para potencializar seu e-commerce:

  • Conteúdo – criar bom conteúdo é uma das melhores maneiras de atrair visitantes com potencial de comprar para sua loja virtual. É um método barato e que traz bastante resultado no longo prazo. Segundo pesquisa do eBricks, a criação de conteúdo é muito relevante para criar uma boa relação com seus consumidores.
  • Redes sociais – as redes socias são um ótimo (e barato canal) para começar a construir a marca da sua loja virtual. Crie uma conta no Facebook e Twitter e comece a publicar conteúdo relevante para seus clientes. Pode postar seu conteúdo próprio ou de outros sites.
  • Google Adwords – Adwords é uma ferramenta de anúncios do Google. Funciona muito bem para empresas que tem verba de marketing e podem investir nesse canal, pois geram um volume de visitantes grande e no curto prazo – essencial para gerar as primeiras vendas.
  • Aumento de conversão – depois de trazer tráfego para seu site, é hora de ser preocupar em tornar esses visitantes em clientes. Ou seja, o objetivo é aumentar a conversão de visitantes para clientes; essa proporção é chamada de taxa de conversão. Existem diversas ferramentas que te ajudam a aumentar sua taxa de conversão.
  • Email Marketing – o email marketing é o melhor canal de vendas de toda loja virtual. Por isso, você deve se preocupar em manter uma lista de todos seus clientes para poder vender novamente para eles! Existem ferramentas que podem te auxiliar na gestão da lista de emails.

O E-Commerce Brasil mantém uma lista dos fornecedores de marketing (tanto as agências quanto os fornecedores de marketing) atualizada! Os fornecedores são separados em duas categorias: Marketing de Performance e Email Marketing.

Suporte

Depois de trazer as primeiras visitas e vendas, você vai precisar se preocupar com o suporte desses clientes. Tanto o pré-venda quanto o pós-venda. Depois da “Lei do E-commerce” (explicamos em detalhes mais abaixo), todas as empresas que operam nesse mercado precisam oferecer suporte 24/7 para seus clientes.

Se você está começando agora, é provável que você mesmo vá fazer o suporte, diretamente por email e seu telefone. Num segundo momento, ferramentas de gestão de processos de suporte (como o Zendesk) serão úteis para ajudar você a se organizar. Num terceiro momento, em que você já terá uma equipe, ferramentas mais sofisticadas serão bastante importantes para trazer eficiência.

Quando você chegar nesse nível, os fornecedores indicados pelo E-Commerce Brasil serão de bastante utilidade.

Backoffice e ERP

Assim que sua operação começar a ficar mais complexa, você precisará de um sistema que facilite sua operação e automatize alguns processos da sua loja virtual.

Segundo Samuel Gonsales, toda loja virtual – mesmo as mais básicas – possui os seguintes processos:

  1. Receber o pedido de venad que foi gerado na plataforma
  2. Verificar os pagamentos (boletos, cartões, depósitos bancários, etc)
  3. Separar as do pedido e conferir a separação (picking)
  4. Embalar as mercadorias (packing)
  5. Emitir as notas fiscais eletrônicas e etiquetas
  6. Expendir e/ou despachar as mercadorias
  7. Acompanhamento da entrega do pedido (mantendo o cliente informado)

Uma ferramenta de ERP/Backoffice se conecta a sua plataforma de e-commerce e automatiza o controle desse passo-a-passo que mencionamos. Assim que sua operação ficar maior (acima de 10 pedidos por dia), uma ferramenta desse tipo será fundamental para você ganhar tempo.

Como o ERP se conecta a sua plataforma, é importante escolher previamente uma plataforma que permita esse tipo de integração. Caso contrário, você terá problemas de gestão no futuro.

Para conhecer as melhores ferramentas de backoffice e ERP do mercado, leia a lista curada pelo E-Commerce Brasil.

Logística e Frete

A logística da sua loja virtual é muito relevante para o sucesso da mesma, pois uma experiência ruim marca fortemente o cliente e ele não voltará a comprar. Por causa disso, é ideal dedicar tempo de planejamento para escolher a forma de entrega da sua loja.

Existem, de maneira resumida, duas maneiras de realizar a entrega:

  1. Correios – os Correios são o meio mais simples de começar a realizar suas entregas. Há, entretanto, um limite de 30kg por envio e de dimensões; e o risco de ser prejudicado por greves e outras paralisações.
  2. Transportadoras – são mais estáveis que os Correios, pois o risco de greves é muito menor; além disso, não há problemas com limitação de peso e tamanho. Entretanto, essa opção não vale a pena para quem possui uma operação pequena.

Marcio Eugênio, da D Loja Virtual, escreveu um artigo excelente com dicas para escolher a forma de entrega. Recomendo a leitura!

Quando sua operação começar a crescer, faz sentido buscar um operador logístico (em inglês, third-party logistics provider, ou 3PL). O operador logístico toma conta de toda a logística da sua loja virtual (desde gestão de estoques até picking e packing).

Par conhecer as transportadores e os operadores logísticos, basta dar uma lida na lista do E-Commerce Brasil.

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Legislação

Depois da promulgação da Nova Lei do E-commerce, nenhum lojista pode descuidar das regras definidas para toda loja virtual.

Recomendo que você leia com bastante atenção as regras para evitar problemas jurídicas no futuro. Para facilitar, enumeramos os principais pontos:

  1. Informar dados da empresa – O lojista é obrigado a informar no rodapé das páginas as seguintes informações da loja vista: CNPJ/CPF, endereço, nome da empresa (ou do vendedor).
  2. Discriminar despesas adicionais, como frete e seguro – É obrigatório que o lojista discrimine todas as despesas embutidas na compra: como frete e seguro.
  3. Atendimento ao consumidor – todo lojista deve oferecer pelo menos um canal de atendimento para os clientes.
  4. Direito de arrependimento em 7 dias – o consumidor pode trocar o produto até 7 dias depois de fazer a compra; sem qualquer restrição por parte do lojista.
  5. Troca de produtos com defeito – a mesma regra vale para clientes que compraram um produto com defeito. Se o produto for um bem não durável, o prazo para troca é de 30 dias. Se for um bem durável, é de 90 dias.

Outras fontes de informação

A busca por informação sobre como montar uma loja virtual nunca termina! Esse artigo foca apenas nos primeiros passos da abertura de uma loja, mas outros sites e artigos fornecem uma visão mais específica de cada assunto que envolve a criação e manutenção do seu ecommerce.

Por causa disso, listamos alguns blogs sobre E-commerce e Marketing que recomendamos para você ler e aprender mais.

Ecommerce

Marketing

— ARTIGOS DA SÉRIE —

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Como ter uma Loja Virtual de Sucesso

Fonte:  E-Commerce Brasil

0
View Post
Magento migração para a versão 2.0

Magento migração para a versão 2.0

550-Magento-Imagine-Conference-2014-8H2C0664

Magento migração para a versão 2.0

Magento 2.0 foi lançado! 17 de novembro de 2015 (atualização)
Depois de muitos anos de desenvolvimento, Magento 2.0 foi oficialmente lançado para o mundo!
A nossa equipa tem vindo a trabalhar no desenvolvimento de extensões, recebendo treinamento sobre o novo sistema, e gastaram centenas de horas aprendendo agora a melhor forma de implementar Magento 2.0. Temos instalado e testado ambas as edições comunitárias e Enterprise Magento 2.0, e até agora estamos muito impressionado.
Mas dado que Black Friday – o maior dia de compras do ano – é apenas uma semana de distância, Magento 2.0 provavelmente não vai ser usado por qualquer um dos melhores sites de comércio eletrônico em 2015 para a temporada de férias ocupado (embora alguns comerciantes estavam usando um versão beta e foram em Magento 2,0 por alguns meses).
Mas aqui é porque eu acho que muitos sites provavelmente irá atualizar para Magento 2.0 no próximo ano:
caching de página inteira (pró-ativa, a materialização) construído em tanto Magento 2.0 Comunidade e Magneto 2,0 Empresa. Eu já falei sobre isso um pouco no passado, mas o que isto significa é que, em vez do seu servidor Web que tem a ver uma quantidade enorme de consultas de dados lentos para processar uma página, este sistema baseia-se fora todas as suas páginas em uma estática sistema de arquivos, para que os tempos de carregamento da página é de 1-2 segundos (comparada 5-10 para páginas fora de cache). Este é um grande negócio.
Processo de pagamento simplificado. Quase 80% dos sites de comércio eletrônico Magento atual alteraram o seu processo de pagamento para melhor simplificar o processo. Com o 2.0 check-out Magento, check-out convidado é assumido, e se você é um cliente existente, você ainda pode sair sem ter que lembrar sua senha. coisas irritantes como ter que escolher o tipo de cartão de crédito foram removidos. (É fácil para um computador para descobrir o seu tipo de cartão de crédito com base no primeiro dígito: 3 = Amex, 4 = Visa, 5 = MasterCard, etc.)
Um limpo, moderno base de código. Magento 2.0 é um novo começo. Os comerciantes que querem ir com Magento 2.0 vai saber que as extensões de legados ou idade, mau código será removido. Não há nenhuma maneira fácil de sair código não-otimizado no lugar para sites Magento 2.0.
Melhor bloqueio tabela de desempenho / reduzida. Com escala maior Magento Empresa e locais comunitários Magento, temos visto problemas de desempenho com bloqueio de tabela quando muitas pessoas estão tentando fazer pedidos em um site.

Por exemplo, se você tem 120 pessoas tentando check-out por minuto, e você tem consultas que levam 1 segundo para executar (e necessidade de travar uma mesa para escrever), então o sistema irá falhar. Por exemplo, antes de uma ordem é salvo no Magento 1.9, o sistema salva as informações de chave para um Plano Tabela Vendas grade, de modo que um usuário administrador Magento é capaz de ver a nova ordem na administração do Magento. Mas, para fazer isso, tem que bloquear a tabela, e isso pode fazer backup de processos para onde as pessoas têm 45 vezes segundo ou mais de carregamento da página.

Temos conseguido contornar esse problema específico com níveis de louco de caching e muito esotérica otimização tabela MySQL. Mas Magento 2.0 Comunidade / Magento 2.0 Empresa promete ter reduzido este problema consideravelmente.

550-Magento-2.0-GA-Announcement-Email

Magento migração para a versão 2.0

E os principais motivos eu acho que as pessoas vão adotar Magento 2.0 Empresa:
Banco de dados não é mais um ponto único de falha. Magento 2.0 Empresa permite que você separe seus bancos de dados. Você pode ter um banco de dados MySQL que é responsável pelo atendimento de todas as páginas páginas de conteúdo, produto e categoria. Você pode dimensionar isso com armazenamento em cache e permitir que dezenas de milhares de pessoas para bater estas páginas.

Mas uma vez que alguém adiciona algo para o carro, você pode separar esta para fora para ter o processo de pagamento utilizar um banco de dados completamente separado. Isso permite que você tenha muito, muito melhor desempenho, e certifique-se de que as pessoas que estão tentando check-out não vai ser abrandado por pessoas apenas tentando ver (mas não compra). Para maiores sites que fazem mais de 5.000 encomendas por dia, isso vai fazer uma grande diferença.
Todas as outras características-chave do Magento Enterprise, que são construídos em, incluindo: RMA, o registro de administração, registro de presente, segmentação de clientes avançada, personalização, melhor conformidade PCI, pontos presente e mais. Se você precisar desses recursos, Magento Enterprise possui los embutido, e você não tem que voltar para módulos de terceiros.
Aqui é por que as pessoas podem tomar um pouco de tempo para adoptar Magento 2.0:
Se um comerciante Magento 1.9 ou 1.14 tem a personalização avançada (sincronização de inventário ou seja, módulos personalizados, etc), então tudo isso terá de ser re-construída para Magento 2.0. Muitos dos principais extensões Magento estará disponível em breve. Mas se há uma extensão de chave que não foi construído ainda, isso pode levar algumas pessoas a esperar.
Se alguém simplesmente passou um monte de tempo e energia construindo um sistema Magento 1.9 ou 1.14, então eles podem hesitar em construir um outro site inteiro … especialmente se o que eles têm está sendo executado muito rapidamente e é estável.
Nós já começaram a receber chamadas hoje sobre a atualização ou migração para o Magento 2.0. Tudo somado, estamos entusiasmados com a nova plataforma e estão ansiosos para a construção de novos locais de Magento 2.0 em breve.
Aqui está a página inicial do Magento, anunciando a nova plataforma Magento 2.0:
Magento 2,0 lançou! (Captura de tela de Magento Home Page)
Aqui está um anúncio de e-mail, deixando todos sabem que Magento 2.0 é agora “GA” (geralmente disponíveis):
Magento 2.0 – Anúncio E-mail de Magento
Atualização em Magento 2.0 – outubro 2015
Nossa equipe passou por treinamento extensivo Magento 2.0. Passamos por tanto front-end e back-end cursos de certificação de Magento, e ter concluído os nossos exercícios Capstone para Magento 2.0. Nós já passou mais de 100 horas de tempo de desenvolvedor interna trabalhando em novos módulos e funcionalidades, e ter novos servidores de teste apenas para Magento 2.0.
Não há prazo lançamento firme, mas nós pensamos que ele provavelmente será em algum momento em novembro de 2015.
Principais Características para Magento 2.0:
Caching de página inteira para Comunidade + Empresa: Posso confirmar que Magento 2.0 tem o cache de página inteira built-in tanto para a comunidade e versões empresariais. Mesmo melhor, Magento 2.0 tem a capacidade de fazer cache pró-ativo (também conhecido como materialização) no modo de produção. Isso significa que seu site vai correr rápido louco, se configurado corretamente.
Melhor fluxo de checkout. Outra característica surpreendente é o processo de pagamento simplificado para Magento 2.0. Ele deve evitar o passo confusa de “Checkout como convidado ou Entre para sua conta ou criar nova conta” opções que apenas parecia deixar as pessoas frustradas.
Além disso, muito, muito mais.
Atualização em Magento 2.0 – julho 2015
Depois de um pouco de espera (anos, na verdade), Magento 2.0 está quase pronto para o lançamento geral. Sim!!
Cronograma para Magento 2.0:
Q4 2014: Desenvolvedor Beta (basicamente um corte brusco do sistema, com um monte de coisas a ser feito e codificadas out)
Q1 2015: Desenvolvedor Release Candidate (basicamente uma versão de buggy de Magento 2.0)
Julho 2015: Merchant Beta (alguns locais será executado Magento 2.0 como um teste, com um monte de apoio incrível do Magento)
Novembro 2015: Merchant disponibilidade geral (GA) – Magento 2.0 é liberado para o mundo.

Magento migração para a versão 2.0

O que significa que a maioria dos comerciantes sérios vai adiar qualquer execução séria Magento 2.0 até 2016, porque eles não querem arriscar seu site deixar de funcionar devido a uma nova tecnologia durante a mais importante temporada de compras do ano (novembro e dezembro).
A partir de julho de 2015, Magento 2.0 comunidade e empresa ainda está em Beta. Eu não recomendaria a execução de um site ao vivo sobre ele ainda, pois há uma grande quantidade de bugs que fará com que o site para falhar. Mas é muito, muito mais perto de liberação de disponibilidade geral.
Novas atualizações sobre o que ofertas Magento 2.0:
caching de página inteira em ambos Magento 2.0 Comunidade e Magento Enterprise 2.0.
Esta é uma das maiores coisas que eu estou animado. caching de página inteira é uma virada de jogo.
Ele basicamente tem um site para banco de dados (em que cada página pode ter 100+ banco de dados chama para construir uma única página) e pré-processa todas as páginas em HTML básico. Isso pode levar o tempo de carregamento da página para baixo para 1-2 segundos, de um normal 5-8 segundos para muitos sites de comércio eletrônico.
Estou emocionado que Magento incorporou o cache de página inteira para a versão da comunidade – este é apenas o recurso interno que irá manter a comunidade open source vai.
Mais rápidos tempos de carregamento da página significa menos carga em um servidor. Assim, você pode lidar com mais tráfego e os visitantes sem ter que pagar para a infra-estrutura mais hospedagem. vezes a página de carga rápida para fazer uma melhor experiência do usuário final, pode se traduzir em uma maior taxa de conversão, e são um sinal chave que o Google usa para classificar sites (locais de carregamento rápido, muitas vezes, a classificação mais elevada).
Magento 2.0 também é compatível com verniz 4, eo HHVM 3,6 (Hop Virtual Machine Hip), foi pioneira pelo Facebook para compilar o código php em tempo real para os tempos de carregamento da página ainda mais rápidos.

Magento migração para a versão 2.0

Magento-Expert-Developers-Badges

 

1
×
Olá, Seja bem vindo (a)! 😃
Precisando de ajuda, é só chamar 🤔💪👍