Site, Loja Virtual, E-mail marketing, SEO, Otimização Somos uma Agência de Sites e Loja Virtual atuando em todo o Brasil!
0
Ver artigo
Quanto ganha um Ortopedista?

Quanto ganha um Ortopedista?

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Quanto ganha um Ortopedista?

 

Quanto ganha um Ortopedista?

Você sabe quanto ganha um Ortopedista? Conheça mais sobre a carreira o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

ortopedista

O Ortopedista é o médico especializado em cuidar de enfermidades lesões e deformidades de ossos tendões músculos articulações e ligamentos do corpo humano.

Entre os profissionais mais bem pagos da área médica os ortopedistas têm um faturamento médio mensal acima de R$ 13 mil podendo ultrapassar os R$ 18 mil em alguns casos.

Com um amplo campo de atuação e um mercado sempre aquecido o Ortopedista tem uma variedade de especializações à sua disposição: desde a cirurgia de mão até a medicina esportiva.

Conheça em detalhes quanto ganha um ortopedista no Brasil e onde identificar as melhores oportunidades de trabalho nesta área!

Salário Mínimo Profissional do Ortopedista

A Lei nº 3.999 de 15 de dezembro de 1961 estabelece o piso salarial dos ortopedistas (e de todos os profissionais médicos) em três salários mínimos por uma jornada de 20 horas semanais.

Há no entanto duas iniciativas em andamento para aumentar esta remuneração mínima:

  1. O Projeto de Lei (2750/2011) em tramitação na Câmara dos Deputados tenta mudar valor do salário mínimo de médicos para em R$ 9 mil com reajustes anuais.
  1. A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) pretende estabelecer um piso de R$ 11.675 por 20 horas semanais de trabalho. Atualmente este valor é usado apenas como referência para orientar acordos e negociações coletivas da categoria pelos sindicatos e tentar diminuir as desigualdades salariais dos médicos nas diversas regiões do País.

Salário Médio de um Ortopedista

A Pesquisa Salarial e de Benefícios Online da Catho indica que o salário médio do médico ortopedista no Brasil é de R$ 13.885.

Para os ortopedistas que atuam também como cirurgiões o valor é ainda mais alto com média de R$ 18.244.

O Banco Nacional de Empregos (BNE) revela que os salários variam entre R$ 3.060 e R$ 7.470 para ortopedistas que trabalham em pequenas empresas.

Outra informação importante a respeito dos salários dos ortopedistas é que a maioria trabalha em mais de um local com plantões e atendimentos domiciliares. Isso significa que boa parte desses profissionais tem diferentes fontes de renda além dos salários médios. Ou seja: os rendimentos reais podem ser bem maiores do que os apresentados aqui.

Outras Oportunidades para Ortopedistas

O serviço público é um dos maiores contratantes de médicos no Brasil e existem bons salários para ortopedistas neste setor especialmente em áreas com maior carência de assistência médica de urgência.

Um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que as maiores remunerações para médicos terapêuticos no Brasil (incluem-se nesta categoria os ortopedistas) estão justamente em estados como Maranhão e Sergipe. Algumas localidades do interior do Maranhão chegam a oferecer salários de até R$ 35 mil para ortopedistas.

Para ortopedistas em formação ou em início de carreira os poderes municipais estaduais e federal oferecem vagas com salários iniciais na faixa dos R$ 10 mil.

Veja algumas oportunidades oferecidas pelo serviço público brasileiro:

  • Programa Mais Médicos do Governo Federal: R$ 10.000 para ortopedistas dispostos a trabalhar em cidades do interior do País com maior vulnerabilidade social.
  • Prefeitura de São Paulo: R$ 10.000 por 40 horas semanais.
  • Governo do Estado de São Paulo: R$ 14.700 por um regime de 40 horas semanais.

Para quem deseja se especializar em Ortopedia e Traumatologia o programa de Residência Médica do Governo Federal oferece uma bolsa no valor de R$ 2.976 por mês. As vagas são anunciadas no início de cada ano e em média são distribuídas mais de 6.000 bolsas em todo os País.

Concursos Públicos para Ortopedistas

Ortopedistas que optarem por uma carreira pública encontram uma boa variedade de concursos principalmente nas cidades da região Sudeste. Os salários mudam de acordo com a carga horária e o porte do município.

Veja alguns exemplos:

  • Prefeitura de Divinópolis (MG): R$ 2.291 (20 horas semanais)
  • Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Rio Claro (SP): R$ 12.935 (40 horas semanais)
  • Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP): R$ 6.577 (24 horas semanais)
  • Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (SP): R$ 4.325 (20 horas semanais)
  • Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (SP): R$ 6.272 (22 horas semanais)

Sobre a Carreira do Ortopedista

A Ortopedia e Traumatologia está entre as dez especialidades médicas mais procuradas no Brasil e entre as três mais bem remuneradas da área.

Dentre as tantas especialidades possíveis para um ortopedista destacamos algumas das mais conhecidas:

  • Medicina Esportiva
  • Cirurgia de Mão
  • Pé e Tornozelo
  • Coluna
  • Ombro e Cotovelo
  • Quadril
  • Joelho
  • Ortopedia Pediátrica
  • Reabilitação

Um dado curioso sobre esta especialidade é que se trata de uma área dominada por homens! Eles correspondem a quase 95% dos 11 mil especialistas em atividade no Brasil atualmente.

Para se ter uma ideia mais clara desse panorama são 9.954 ortopedistas homens e apenas 540 mulheres. As informações são de um estudo intitulado “Demografia Médica no Brasil” elaborado pelo Conselho Federal de Medicina e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

As maiores carências por esses profissionais encontram-se em estados da Região Norte como Amapá Roraima e Acre. No outro oposto estados das regiões Sudeste e Sul como São Paulo Minas Gerais Rio de Janeiro Paraná e Rio Grande do Sul concentram as maiores quantidades de ortopedistas do Brasil.

Um dos campos de atuação mais importantes para o ortopedista é a Medicina Esportiva que vem se profissionalizando no Brasil nos últimos anos acompanhando o crescimento do setor esportivo nas mais diversas modalidades.

Embora esteja entre as dez especialidades médicas com maior número de profissionais a grande maioria dos ortopedistas encontra trabalho com facilidade seja em hospitais públicos ou privados clínicas ambulatórios postos de saúde ou em consultórios particulares.

Como se tornar um Ortopedista

Para se tornar Ortopedista é preciso concluir um curso de Medicina reconhecido pelo MEC com seis anos de duração e na sequência passar por uma Residência Médica ou Especialização de três anos em Ortopedia e Traumatologia.

O curso de Medicina está entre os mais concorridos do Brasil e pode ser encontrado nas principais universidades públicas e privadas do País.

Veja algumas universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Medicina:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

0
Ver artigo
Qual é o salário de Gastronomia?

Qual é o salário de Gastronomia?

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Qual é o salário de Gastronomia?

 

Qual é o salário de Gastronomia?

Você sabe qual o salário de Gastronomia? Conheça a média salarial desta profissão e como está o mercado de trabalho!

gastronomia

Além de criar e executar cardápios o profissional de Gastronomia pode coordenar equipes e atuar na gestão de restaurantes hotéis bares indústrias e hospitais.

O mercado de Gastronomia no Brasil tem se transformado nos últimos anos e agora passa por um intenso processo de profissionalização e diversificação. Nos últimos anos restaurantes brasileiros começaram a aparecer nas listas de melhores do mundo e hoje é possível dizer que o País é reconhecido internacionalmente pela qualidade dos seus pratos e pela criatividade dos seus chefs de cozinha.

A concorrência na área também tem aumentado e os salários pagos aos profissionais de Gastronomia aos poucos vem subindo de patamar.

Veja a seguir como está o mercado para quem se interessa pela carreira de Gastronomia e onde encontrar os melhores salários!

Piso Salarial do Profissional de Gastronomia

Os profissionais de Gastronomia não têm um piso salarial único válido em todo o Brasil. Na maioria dos casos os salários são negociados junto aos empregadores pelos sindicatos que representam o estabelecimento onde o profissional atua.

Veja alguns exemplos:

  • Espírito Santo (Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores em Hotéis Motéis Cozinha Industrial Bares Restaurantes e Similares do Espírito Santo): de R$ 780 a R$ 1.125
  • São Paulo (Sindicato de Hotéis Bares Restaurantes e Similares de São Paulo): de R$ 827 a R$ 884
  • Rio de Janeiro (Sindicato de Hotéis Bares e Restaurantes): Piso geral de R$ 850

Salário Médio de Gastronomia

O salário médio de um Chefe de Cozinha no Brasil é de R$ 1.967 de acordo com a Catho.

O valor mínimo pago a um profissional da área é de R$ 1.207 e o máximo segundo o site de empregos chega a R$ 3.366.

As áreas que melhor remuneram são:

  1. Prestadoras de serviços: média de R$ 2.112
  2. Turismo e hotelaria: média de R$ 2.065
  3. Restaurantes e fast food: média de R$ 1.952
  4. Alimentos: média de R$ 1.476

Pelo Brasil as médias pagas aos Chefs de Cozinha são as seguintes:

  • Bahia: R$ 922
  • Ceará: R$ 1.167
  • Distrito Federal: R$ 1.293
  • Minas Gerais: R$ 1.078
  • Rio de Janeiro: R$ 1.219
  • Rio Grande do Sul: R$ 1.047
  • São Paulo: R$ 1.263

Em outros cargos ocupados pelos profissionais de Gastronomia as médias são as seguintes:

  • Cozinheiro: R$ 1.250
  • Consultor em Gastronomia: R$ 2.319
  • Chefe de confeitaria: R$ 1.759
  • Especialista em Pratos Frios: R$ 1.527

O Wage Indicator Foundation aponta a uma média levemente mais alta para o Chef de Cozinha:

  • Menor salário: R$ 1.485
  • Média salarial: R$ 2.160
  • Maior salário: R$ 3.900

Um dado curioso apontado pela Wage Indicator é a presença masculina na profissão: eles correspondem a cerca de 84% dos profissionais do setor.

Já a pesquisa de salários pagos aos profissionais da área no Estado de São Paulo revela os valores que Cozinheiros e Auxiliares de Cozinha ganham em três setores diferentes da economia:

Comércio

  • Cozinheiro: média de R$ 1.283
  • Ajudante de Cozinha: média de R$ 1.125

Indústria

  • Cozinheiro: média de R$ 2.066
  • Ajudante de Cozinha: média de R$ 1.365

Serviços

  • Cozinheiro: média de R$ 1.637
  • Ajudante de Cozinha: média de R$ 1.171

Onde estão os melhores salários de Gastronomia

Hospitais

Os hospitais têm se tornado um polo de atração de profissionais de Gastronomia pelos bons salários que oferecem. Em uma busca pelos sites de empregos encontramos oportunidades de até R$ 6.500 para o cargo de Chef de Cozinha.

Clubes

Os clubes recreativos de luxo também estão investindo na maior qualidade das refeições oferecidas aos seus sócios. Neles os profissionais de Gastronomia podem encontrar oportunidades entre R$ 4.700 e R$ 5.200.

Hotéis

A rede hoteleira geralmente surge nas pesquisas entre as empresas que pagam os melhores salários para os profissionais da Gastronomia. Aqui é possível encontrar oportunidades entre R$ 3.890 e R$ 5.500.

Concursos Públicos para Profissionais de Gastronomia

Os concursos públicos para profissionais da Gastronomia são frequentes mas pagam salários mais baixos do que a média do mercado. A maioria deles exige nível fundamental ou médio de escolaridade e oferece cargos em hospitais escolas abrigos e espaços similares.

Veja alguns exemplos de salários de Gastronomia oferecidos em concursos recentes:

  • Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação (várias localidades): R$ 2.633
  • Universidade Estadual de Campinas (SP): R$ 1.390
  • Hospital de Base de Bauru (SP): R$ 1.015
  • Prefeitura de Gramado (RS): R$ 850
  • Prefeitura de Rio do Sul (SC): R$ 835
  • Prefeitura de Osasco (SP): R$ 835

Sobre a Carreira de Gastronomia

A Gastronomia está crescendo no Brasil principalmente nos setores hoteleiro e hospitalar. Mesmo em tempos de economia incerta a área se mantém estável ou apresenta queda pouco significativa.

O mercado para profissionais formados em Gastronomia não é regulamentado ou seja ainda não há exigência para que o Chef de Cozinha tenha um diploma na área. No entanto a crescente competitividade do setor tem levado cada vez mais pessoas às faculdades de Gastronomia seja nos cursos de tecnólogo ou de bacharelado.

É importante ter em mente que o trabalho do profissional de Gastronomia não é apenas cozinhar. Ele precisa sobretudo saber trabalhar em equipe e entender de todas as etapas da gestão de um restaurante ou qualquer empreendimento similar.

Para iniciar a carreira escolha primeiramente uma boa instituição de ensino. A maioria dos cursos disponíveis no Brasil é de formação tecnológica em instituições privadas.

Onde estudar Gastronomia

O curso superior em Gastronomia é oferecido na habilitação bacharelado com duração média de 4 anos ou como curso tecnológico com duração de 2 anos.

Apesar de não ser obrigatório ter um diploma para trabalhar no setor de Gastronomia fazer uma faculdade aumenta muito as chances de turbinar a carreira nessa área.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Gastronomia:

0
Ver artigo
Quanto ganha um Pediatra?

Quanto ganha um Pediatra?

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Quanto ganha um Pediatra?

 

Quanto ganha um Pediatra?

Descubra o salário inicial do pediatra e até quanto esse profissional pode ganhar!

Pediatra

A pediatria é o ramo da medicina que se dedica ao cuidado de crianças e adolescentes desde o nascimento até os 18 anos em todos os aspectos envolvendo a saúde a prevenção e o tratamento de doenças. Aleitamento materno vacinas prevenção de acidentes acompanhamento do crescimento e orientação para o melhor desenvolvimento desses pacientes são algumas das atribuições de um pediatra.

O pediatra é o médico formado que se especializou em pediatria podendo fazê-lo por meio de residência médica de no mínimo dois anos pós-graduação ou especialização. Para trabalhar como pediatra o médico precisa estar registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) como especialista na área.

Os médicos pediatras podem ter seu próprio consultório ou clínica trabalhar na rede pública de saúde ou em órgãos de fiscalização atuar em clínicas e hospitais privados lecionar em universidades exercer a função de pesquisadores em institutos e laboratórios gerenciar unidades de saúde ou combinar mais de uma dessas atividades. É bastante comum que médicos incluindo os pediatras atuem em mais de uma instituição e exerçam diferentes funções como por exemplo ser professor e ter sua própria clínica ou dar plantões em hospitais públicos e privados.

A carreira de medicina em geral é uma das mais promissoras aparecendo em pesquisas como a mais bem remunerada do País.

Salário Mínimo Profissional do Pediatra

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um salário mínimo de R$ 11.675 para médicos de qualquer especialidade com jornada de 20 horas semanais. O valor é utilizado para orientar as convenções acordos e negociações coletivas da categoria por parte dos sindicatos. Apesar da recomendação da Fenam na prática esse valor pode ser bem menor.

Antes de tornar-se pediatra o formando em medicina precisa passar por uma residência de pelo menos dois anos. Essa residência médica é remunerada em alguns casos e na rede de saúde pública do Distrito Federal por exemplo a bolsa para residentes é de R$ 2.976 mensais.

Média Salarial do Pediatra

A remuneração do médico pediatra varia muito de profissional para profissional dependendo de sua especialização dentro da pediatria se atua como autônomo assalariado ou funcionário público e de acordo com a região do Brasil onde trabalha. O site de empregos Catho informa uma média salarial nacional de R$ 5.584 para médicos pediatras com valores que podem oscilar entre R$ 1.645 a R$ 12.000.

Comparada a outras especialidades médicas a pediatria não é das mais bem remuneradas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria os rendimentos do pediatra estão muito mais baseados na realização de consultas do que de procedimentos médicos complexos.

Sobre a Carreira do Pediatra

O curso de medicina dura seis anos e a residência médica em pediatria dura pelo menos dois anos. Para exercer a profissão como especialista o pediatra precisa ter feito pelo menos dois anos de residência médica nessa área e registrar-se como especialista no Conselho Regional de Medicina do estado onde trabalha.

O pediatra pode optar por se especializar em diversas áreas como por exemplo:

  • Administração em Saúde
  • Imunologia Pediátrica
  • Cardiologia Pediátrica
  • Endocrinologia Pediátrica
  • Gastroenterologia Pediátrica
  • Infectologia Pediátrica
  • Medicina do Adolescente
  • Neonatologia
  • Neurologia Pediátrica
  • Nutrologia Pediátrica

O mercado de medicina em geral é bastante promissor em todo o país. A taxa de empregabilidade dos recém-formados em medicina chega perto de 100% o médico é o profissional com a menor taxa de desemprego do Brasil. De acordo com um relatório do Instituto de Política Econômica Aplicada (Ipea) publicado em 2013 9707% de todos os médicos brasileiros estão trabalhando.

De acordo com o censo de especialidades médicas elaborado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgado em 2011 a pediatria é a especialidade com a maior quantidade de profissionais registrados no Brasil. Dos mais de 200 mil médicos especialistas registrados nos conselhos regionais 1331% eram pediatras. Um novo censo do CFM feito em 2013 informa que o percentual mais atual é de 1123% e que a pediatria continua entre a especialidade médica com a maior quantidade de profissionais no país.

Apesar da quantidade de profissionais já em atividade no mercado a carência de pediatras é grande principalmente na saúde pública e em cidades mais afastadas dos grandes centros. Existem concursos públicos que não conseguem preencher as vagas para pediatras apesar dos bons salários (que chegam a superar os R$ 30 mil).

Onde estudar Medicina

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Medicina: