Site, Loja Virtual, E-mail marketing, SEO, Otimização Somos uma Agência de Sites e Loja Virtual atuando em todo o Brasil!
0
Ver artigo
Curso de Medicina: carreira mercado e onde estudar

Curso de Medicina: carreira mercado e onde estudar

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Curso de Medicina: carreira mercado e onde estudar

 

Curso de Medicina: carreira mercado e onde estudar

Saiba mais sobre a profissão de Medicina como é o curso onde estudar e como está o mercado para quem segue esta carreira!

estetoscopio_600

A Medicina é a área do conhecimento dedicada à restauração e com a manutenção da saúde. Tem como intuito a cura e a prevenção de doenças humanas e o curso de Medicina capacita o aluno a promover o bem-estar mental físico social e psicológico do ser humano.

Saiba mais sobre a Medicina como é o curso onde estudar e como está o mercado para quem segue esta carreira!

Curso

O curso de Medicina tem como principal objetivo a restauração e a manutenção da saúde investindo no tratamento e na prevenção de doenças. Além disso oferece conhecimentos para que o aluno possa promover a saúde e o bem-estar dos indivíduos desde a infância até a maturidade.

Nos anos iniciais do curso de Medicina o aluno aprende fundamentos teóricos da área como Anatomia Bioquímica e Imunologia. Nos anos seguintes o curso possui matérias que dão ênfase no estudo de doenças e como elas se manifestam no corpo humano como Imunologia Patologia e Fisiopatologia.

Além de aulas teóricas a faculdade de Medicina tem uma carga horária considerável de aulas práticas onde o aluno dá plantões em hospitais e se especializa no atendimento de pacientes.

O curso de Medicina é oferecido na modalidade de bacharelado e possui duração de 6 anos sendo que 2 anos finais são destinados a residência médica. É um curso da área de Ciências Biológicas.

Curso de Medicina: A Formação Básica do Médico

Considerado um curso difícil já que a dedicação é integral (manhã e tarde) e com um vestibular extremamente concorrido o curso de Medicina ainda assim é o curso mais procurado nas universidades do mundo inteiro por dois motivos: primeiro por ser uma carreira belíssima considerada por muitos a mais nobre das profissões e também pelo motivo financeiro já que os salários de médicos estão entre os melhores do mercado.

O curso de medicina pode ser dividido em 3 fases:

1. Grade Fundamental do Curso de Medicina

Nos dois primeiros anos do curso de Medicina o aluno aprende os fundamentos teóricos da carreira de médico. Entre as principais disciplinas estudadas podemos citar:

  • Anatomia
  • Bioquímica
  • Biologia
  • Biofísica
  • Fisiologia
  • Farmacologia
  • Imunologia
  • Microbiologia
  • Patologia
  • Histologia
  • Embriologia
  • Genética

Durante esta etapa do curso a Anatomia é estudada tanto do ponto de vista teórico (livros textos animações 3D figuras etc.). Nos laboratórios de Anatomia o aluno estuda o corpo humano através da manipulação real de cadáveres e peças cirúrgicas.

Também são realizados alguns experimentos químicos e biológicos com microscópio.

2. Etapa Pré-Clínica do Curso de Medicina

Durante esta fase do curso de Medicina o principal enfoque são as doenças e como elas se manifestam no corpo humano.

A principal disciplina estudada durante esta fase é a Epidemiologia (estudo das doenças e epidemias). O aluno estuda profundamente as diversas famílias de doenças sua evolução os efeitos no corpo humano e também as melhores maneiras conhecidas pela Medicina de combatê-las preveni-las e curá-las.

Esta etapa do curso medicina que em geral também dura 2 anos.

3. Etapa Clínica do Curso de Medicina

Durante esta etapa do curso de Medicina além de estudar na faculdade o aluno passa a atuar dentro dos hospitais fazendo plantão sempre sob a supervisão e orientação de médicos formados.

Nstes plantões os alunos ajudam no atendimento diário dos pacientes e realizam diversas tarefas de manutenção do hospital tendo contato com especialidades clínicas como: Hematologia Urologia Endocrinologia Cardiologia Cirurgia Traumatologia etc.

Grade do curso

As disciplinas que compõem a grade curricular básica do curso de Medicina são:

  • Fisiologia
  • Neuroanatomia
  • Biologia Molecular e Celular
  • Histologia
  • Embriologia
  • Patologia Geral
  • Imunologia
  • Epidemiologia Analítica
  • Genética Clínica
  • Medicina Legal

Onde estudar Medicina

O curso de Medicina surgiu pela primeira vez em nosso país no ano de 1808 na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É um curso bastante procurado no Vestibular e pode ser encontrado em centenas de instituições públicas e privadas de todo o Brasil.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Medicina:

Profissão

O profissional formado no curso de Medicina possui um amplo campo de atuação. São 53 especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e as mais comuns com o maior número de profissionais são:

  1. Pediatria
  2. Ginecologia e Obstetrícia
  3. Cirurgia Geral
  4. Clínica Médica
  5. Anestesiologia
  6. Medicina do Trabalho
  7. Cardiologia
  8. Ortopedia e Traumatologia
  9. Oftalmologia
  10. Radiologia e Diagnóstico por Imagem
  11. Psiquiatria
  12. Dermatologia
  13. Otorrinolaringologia
  14. Cirurgia Plástica
  15. Medicina Intensiva

Dependendo de sua especialização o médico pode dar plantão em clínicas e hospitais montar seu próprio consultório ou ainda atuar em universidades institutos de pesquisa e até mesmo em órgãos públicos.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o profissional formado no curso de Medicina é amplo e há muitas oportunidades para profissionais de várias especialidades. Os estados do Sul Sudeste e Centro-Oeste são os que oferecem os melhores salários e concentram a maior quantidade de médicos. Porém há concursos públicos com excelente remuneração em cidades do interior que têm uma carência grande de médicos.

Além dos altos salários a Medicina também é a profissão com maior taxa de empregabilidade. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicadas (IPEA) quase 100% dos médicos brasileiros estão empregados.

0
Ver artigo
Como está o mercado de trabalho para Engenharia Química?

Como está o mercado de trabalho para Engenharia Química?

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Como está o mercado de trabalho para Engenharia Química?

 

Como está o mercado de trabalho para Engenharia Química?

Engenharia Química

As engenharias estão em alta no Brasil já há algum tempo. Civil Elétrica Mecatrônica de Produção de Minas de Computação Agrícola de Telecomunicações Florestal Naval… tem espaço no mercado para profissional de todo tipo!

Entre as tantas habilitações está a Engenharia Química que oferece um amplo campo de atuação com bons salários e empregos em diversos setores.

Os engenheiros químicos trabalham em todos os processos que envolvam alguma transformação química – e se você parar para pensar vai perceber que praticamente todas as atividades industriais vão precisar da ajudar desse profissional!

Descubra a seguir como está o mercado de trabalho para Engenharia Química as melhores oportunidades de emprego as áreas de atuação mais quentes e boas faculdades onde você pode encontrar o curso!

O que faz um engenheiro químico?

O engenheiro químico é o profissional que sabe juntar o conhecimento em Química com o entendimento sobre processos e operações industriais.

Ele tem a missão de tocar projetos industriais que envolvam transformações químicas ou trabalhar com manutenção controle de qualidade e assistência técnica de equipamentos da área.

Os empregos estão principalmente nas indústrias especialmente as mais tradicionais como petroquímica detergentes plásticos e farmacêutica.

Só que a área de atuação do engenheiro químico é bem mais ampla. Ele também pode colaborar em setores como:

  • Cerâmica
  • Refinarias
  • Fertilizantes
  • Alimentos e Bebidas
  • Celulose
  • Tintas
  • Metalúrgicas
  • Siderúrgicas
  • Mineração
  • Borracha
  • Cimento
  • Pesquisa e desenvolvimento de novos materiais
  • Biotecnologia
  • Cosméticos
  • Vidro

Mercado de trabalho para Engenharia Química

O mercado de trabalho para engenheiros químicos é bom recheado de oportunidades em diversos segmentos da indústria. A formação ampla deste engenheiro permite que ele participe de todo o processo produtivo desde a obtenção da matéria prima até a entrega do produto final.

Mesmo com mais de 35 mil engenheiros químicos em atividade atualmente o Brasil ainda carece de mão de obra especializada na área. É que o mercado tem exigido mais do que a simples graduação. Especialização e domínio de outros idiomas (inglês é fundamental) são pré-requisitos para conseguir uma boa vaga.

Uma pesquisa realizada pela consultoria Kelly Services mostra a Engenharia Química entre as cinco mais populares do País atrás apenas de Engenharia Civil de Produção Mecânica e Computação.

Só que a Química tem um grande diferencial entre as demais: é a que paga os salários mais altos entre todas as engenharias de acordo com a consultoria. Na sequência vêm a Mecânica a Elétrica a Computação e a Civil.

O crescimento acelerado das obras de infraestrutura no País ajudou a dar um salto na carreira de Engenharia Civil. De carona nesse sucesso a Engenharia Química veio para colaborar com a pesquisa de melhoria de materiais para construção.

Outro campo que vem oferecendo muitas oportunidades ao engenheiro químico é o da a preservação do meio ambiente. Ele tem sido contratado para atuar com o tratamento e reciclagem de resíduos urbanos e industriais na redução da emissão de poluentes gerados pelas indústrias ou na limpeza dos efluentes em estações de tratamento.

Áreas em ascensão para Engenharia Química

Um engenheiro químico com bastante experiência pode tentar vaga em cargos de gestão de grandes empresas. Nelas estão as melhores oportunidades para quem deseja sair um pouco do laboratório ou chão de fábrica e buscar novos desafios.

Os cargos que envolvem gestão de pessoas operações planejamento melhoria e vendas têm oferecido ótimos salários.

Só que para chegar nesse patamar será preciso investir pesado em capacitação. As empresas estão em busca de profissionais mais experientes ou altamente especializados – o que já é difícil de encontrar. Elas também valorizam profissionais com inglês fluente boa comunicação habilidade de relacionamento e principalmente certificações e especializações.

Se você já é ou quer ser engenheiro químico e pretende atuar com gestão é bom começar a se preparar. Para ocupar posições mais altas é preciso estar muito bem qualificado.

Os cargos mais interessantes são:

  • Diretor de Engenharia
  • Diretor de Operações
  • Gerente de Projetos
  • Gerente de Melhoria Contínua
  • Gerente de Planta
  • Engenheiro de Aplicação e Vendas
  • Engenheiro de Qualidade Segurança Meio Ambiente e Saúde
  • Engenheiro de Pesquisa & Desenvolvimento
  • Coordenador de Manutenção

Curso de Engenharia Química

Vai fazer Engenharia Química? Então prepare-se. Serão cinco anos de estudos intensos com muita matéria de Química Física Matemática e Cálculo. É um curso difícil muito antes da faculdade: o processo seletivo para uma vaga é super disputado e os concorrentes costumam estar muito bem preparados.

Quem consegue uma vaga tem um novo desafio pela frente: encarar aulas práticas e teóricas em período integral com conteúdos gerais da Engenharia nos dois primeiros anos seguido de uma carga pesada de estudos específicos da Engenharia Química a partir do terceiro ano.

No entanto o esforço para concluir o curso será bem recompensado. Além dos altos salários raramente falta emprego para este engenheiro no Brasil.

Para exercer a profissão é obrigatório ser formado em um curso de Engenharia Química reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e obter registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde vai trabalhar.

O curso de Engenharia Química só está disponível na modalidade presencial.

Engenharia Química e Química são o mesmo curso?

Apesar da semelhança no nome esses cursos na verdade são bem diferentes. Para resumir podemos dizer que a Química estuda todos os fenômenos da natureza que envolvem a propriedade e a transformação da matéria. Já a Engenharia Química aplica todas essas transformações aos processos industriais.

Onde estudar Engenharia Química

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Engenharia Química.

0
Ver artigo
Como está o mercado de trabalho para Economia?

Como está o mercado de trabalho para Economia?

Descubra quanto ganha um profissional. Guia de Carreiras Wiy Solutions Criação de Loja Virtual

Como está o mercado de trabalho para Economia?

 

Como está o mercado de trabalho para Economia?

Conheça quais são as opções de trabalho para um economista e onde estudar para se dar bem nessa carreira!

Economia

Economia está entre as profissões que mais cresceram na última década impulsionada pelo rápido desenvolvimento e a escalada do Brasil como uma das maiores potências econômicas do mundo.

Mesmo com o avanço da recente crise e a diminuição no ritmo de contratações a profissão continua a despertar o interesse de um número cada vez maior de jovens por todo o Brasil.

Motivos para isso não faltam: a área de trabalho é ampla e diversificada há oportunidades bem interessantes no setor público e privado sem contar a possibilidade de atuar como autônomo e a chance de embolsar um bom salário no fim do mês.

Veja a seguir como está o mercado para Economia: as melhores oportunidades as diferentes áreas de atuação e boas faculdades para quem quer entrar com o pé direito nesta carreira!

Áreas de atuação de Economia

Um economista pode trabalhar em inúmeros segmentos – muito mais do que aqueles que estamos acostumados a imaginar.

O local mais fácil de encontrá-los é no departamento de Economia e Finanças de empresas de todos os portes e áreas de atuação. Também são muito numerosos em órgãos públicos autarquias e bancos.

A missão do economista é acompanhar de perto os movimentos dos mercados no Brasil e no mundo e a partir daí definir o melhor rumo a ser tomado. Num País em recessão seu trabalho tornou-se vital para sobrevivência econômica em diversos setores.

O campo de trabalho é extenso. Veja algumas áreas em que um economista pode atuar:

  • Assessoria econômico-financeira
  • Auditoria e fiscalização
  • Consultoria e pesquisa
  • Estudos de mercado e de viabilidade econômica
  • Análise e elaboração de cenários econômicos
  • Planejamento estratégico em Economia e Finanças
  • Estudos de índices de preços
  • Formulação e implementação políticas tributárias e financeiras
  • Avaliação patrimonial de empresas
  • Análise financeira de investimentos
  • Análises estatísticas em Economia e Finanças
  • Elaboração de orçamentos públicos e privados
  • Implementação de estratégias empresariais
  • Análise de relações econômicas internacionais aduanas e comércio exterior

Áreas mais quentes em Economia

Em tempos de crise quando as organizações têm menos dinheiro para investir e o cenário geral não está lá essas coisas é o economista quem vai ajudar a tomar a decisão correta para manter a empresa viva até que a situação melhore.

É por isso que algumas áreas têm se destacado bastante no mercado de trabalho para economistas. São elas:

  • Finanças
  • Negócios
  • Perícia Econômica
  • Operações Financeiras
  • Controle Orçamentário
  • Controle e Gestão
  • Análise de Risco Econômico
  • Investimentos

Mas a carreira segue crescendo também em outros campos.

Para os profissionais com bastante experiência as oportunidades em posições executivas seguem praticamente imunes à crise. Aqueles que são especializados em fundos de investimento fusões e aquisições mercado financeiro análises de risco auditoria controles internos e operações estão com o passe em alta em grandes corporações – e com ótimos salários!

Só que obviamente não é tão simples conseguir espaço nesse filão. As empresas estão em busca de funcionários com larga experiência internacional inglês fluente formação complementar (pós-graduação) e especialmente que tenham uma boa rede de relacionamentos. Saber gerenciar pessoas é um belo diferencial.

Em paralelo tem muito economista trabalhando em organizações não-governamentais e programas de combate à pobreza e melhoria de renda da população. Sua função é pensar em políticas públicas de caráter econômico voltadas para a diminuição dos abismos sociais existentes ainda hoje no Brasil.

A área de docência e pesquisa de alto nível também cresce. O aumento na oferta de cursos de Economia pelo País especialmente na rede privada estimula a busca por formação na área e consequentemente a melhoria nos níveis de pesquisa acadêmica. Universidades e centros de formação públicos têm buscado profissionais cada vez mais qualificados.

Os concursos públicos já foram uma ótima alternativa para economistas. Porém com a instabilidade política no País a oferta de vagas diminuiu bastante. Ainda dá para encontrar de vez em quando oportunidades para trabalhar em bancos públicos como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal ou em órgãos como tribunais de justiça institutos de pesquisa e fundações.

Curso de Economia

Ao contrário do que muitos podem pensar o curso de Economia não trata apenas de cálculo análise financeira mercados e taxas de câmbio. A graduação é muito mais ampla e complexa do que isso.

Durante os quatro anos de duração o aluno também vai estudar muita Sociologia História Psicologia Administração Direito Matemática Ciência Política e Contabilidade.

As matérias específicas englobam Fundamentos da Economia Cálculo Diferencial Matemática Financeira Estatística Demonstrações Financeiras Econometria Finanças e Economia Internacional.

Oferecido nas modalidades presencial e a distância o bacharelado é mais conhecido como Ciências Econômicas. Está disponível nas principais universidades do Brasil nas cinco regiões. A concorrência é alta especialmente nos vestibulares e processos seletivos que escolhem estudantes para instituições públicas.

Onde estudar

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Economia: